LG K12

Review do LG K12+: celular de entrada que aposta em inteligência artificial

Alvaro Scola 27/03/2019 11h35
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O novo celular de entrada da LG é bonito e traz alguns recursos de top de linha

A LG está começando a lançar os seus primeiros aparelhos do ano, tendo a linha K como uma de suas apostas para emplacar no mercado de smartphones de entrada. Estando na sua terceira geração no Brasil, esta linha da LG sempre fez sucesso por aqui trazendo alguns pequenos diferenciais por um preço mais em conta.


O Olhar Digital teve a oportunidade de testar o LG k12+, o mais recente aparente aparelho desta linha. Veja a seguir quais foram as nossas impressões do produto e se ele faz a sua compra valer a pena.

Design e tela

O visual do LG K12 + chama a atenção de quem o vê de longe, com cores bem bonitas. O Olhar Digital teve acesso ao aparelho na cor azul, entretanto, ao segurar o aparelho na mão, é preciso dizer que um pouco deste charme acaba ofuscado devido ao plástico utilizado em sua parte traseira. Mesmo assim, o material dá uma impressão de ter uma boa resistência e conta com a selo MIL-STD 810 G, que se refere a certificação militar, deixando o aparelho resistente a queda, baixas ou altas temperaturas e demais situações de risco. Ainda na parte traseira, o smartphone também traz um leitor de impressões digitais com bom tempo de resposta.

Reprodução

Já na parte frontal, chama a atenção a ausência de botões físicos: todos são virtuais, ficando apenas os detalhes da câmera e do flash LED visíveis - uma tendência vista em smartphones top de linha.

Reprodução

Além dos clássicos botões para controlar o volume e o Power, o K12+ também traz um bem-vindo botão físico que aciona o Google Assistente. Diferente de outros telefones testados pelo Olhar Digital, vale ressaltar que este botão é um pouco mais rígido ou duro, o que é uma boa notícia, pois, assim, você evita que o assistente virtual seja aberto em momentos inoportunos.

Reprodução

Em relação a tela, o aparelho traz um display LCD IPS de 5,7 polegadas e a sua resolução é HD (1440 x 720 pixels). O resultado são imagens e cores bem vivas. Entretanto, ao assistir um vídeo escuro, o aparelho falha um pouco no contraste e, dependendo da sua distância para ele, alguns itens podem ter a sua visualização dificultada. Um ponto acertado pela LG, por sua vez, fica para o tamanho e o peso, que são bem agradáveis: dá para usá-lo com apenas uma mão sem grandes dificuldades.

Desempenho e bateria

A LG escolheu um processador da Mediatek para o K12+, assim como foi feito com o seu antecessor. O modelo presente desta vez é o Helio P22, que possui 8 núcleos, acompanhado de 3 GB de memória RAM e 32 GB de espaço para armazenamento.

Com este kit, o aparelho da LG, ao menos na teoria, deveria ser capaz de rodar todos os aplicativos com tranquilidade. E isto até ocorre na maior do tempo em que os principais aplicativos do momento são rodados com certa fluidez. Entretanto, durante os testes realizados pelo Olhar Digital, nem sempre a performance do LG K12 + demonstrou ser constante.

Já a bateria do aparelho é de 3.000 mAh e apesar do número não parecer tão grande, é preciso dizer que a LG acertou em cheio neste quesito, deixando o conjunto bem otimizado proporcionando uma ótima autonomia. Nos testes feitos pelo Olhar Digital, mesmo utilizando o celular para praticamente todas as atividades cotidianas, a bateria do celular durou um dia inteiro, sempre ficando perto dos 10% ao final do dia.

Reprodução

Para dar uma carga completa na bateria do LG K12+, o tempo deve ser um pouco superior a 90 minutos. Infelizmente, o aparelho não traz opções de carregamento rápido, mas isso também não chega a ser um contra, já que o tempo para o carregar, levando em consideração a sua autonomia, é bem justo.

Por fim, no que diz respeito à parte mais técnica do aparelho, ele vem com 32 GB de espaço de armazenamento interno com uma entrada para cartões micro SD, que aceita até 2 TB de tamanho no máximo. Outro ponto acertado pela LG aqui, diferente de muitas fabricantes, fica para a possibilidade de utilizar dois cartões SIM e um cartão micro SD ao mesmo tempo.

Software

Um ponto que poderia ter sido melhorado pela LG seria a versão adotada do Android. Aqui, o sistema ainda vem na versão Oreo (8.1), sendo que o Android Pie já está disponível para alguns aparelhos mais recentes, isso sem contar o anúncio da versão Q, que deve sair ainda este ano. É claro que o sistema ainda pode ser considerado recente e é compatível com praticamente todos os principais aplicativos da Google Play, mas o Android Pie (9.0) seria uma boa adição.

Reprodução

Felizmente, em outros pontos, houve acertos:o Android é praticamente puro e bem otimizado para os aplicativos padrões do Google, conforme é explicado mais abaixo. O celular vem com alguns aplicativos pré-instalados, que são úteis para realizar a migração de dados ou solicitar um suporte técnico. Eles, em sua maioria, não podem ser desinstalados e nem desativados, mas felizmente não incomodam com notificações e nem consomem muita memória RAM.

No LG K12+, por padrão, tudo o que você instala no celular é diretamente adicionado a sua tela inicial. Felizmente, para contornar este problema e até para lhe deixar um pouco mais seguro, o próprio aparelho traz uma função para ocultar aplicativos, sem a necessidade de instalar um launcher de terceiros. Além disto, a sua interface também pode ser modificada para ter uma grade de aplicativos, mas que precisa ser ativada manualmente.

Uma outra adição simples, mas muito bem-vinda, fica para um botão virtual para a troca do cartão SIM a ser utilizado. Diferente do que ocorre em outros aparelhos onde é preciso percorrer menus para alterar o chip a ser utilizado, aqui você consegue realizar isto a qualquer hora sem interromper o que está sendo feito.

Reprodução

O LG K12+ também tem um bom ponto a ser levado em consideração em relação ao software do Google incluído em si. Além de ter um botão que chama o Google Assistente, o Smart Lock do Google se mostra bem otimizado por aqui, inclusive trazendo a opção de reconhecimento facial para fazer o desbloqueio do celular, possuindo um bom tempo de resposta.

Além de todas estas mudanças, o LG K12+ continua a incluir também em seu conjunto o a função DTS: X3D, que serve para melhorar o áudio do aparelho lhe dando a sensação do som estar saindo de todos os lados. O recurso quando ativado faz a diferença principalmente para filmes de um jeito positivo, dando ênfase as vozes e efeitos especiais, já para músicas, você até nota que algo mudou, mas nem sempre o resultado é melhor que o som original.

Câmera

A câmera com Inteligência Artificial é capaz de reconhecer objetos e cenas em tempo real para oferecer automaticamente o melhor modo de captura para cada clique. A câmera frontal do aparelho tem 16 megapixels de resolução - a maior no segmento de dispositivos de entrada atualmente. O sensor frontal, para selfies, tem 8 megapixels e oferece a possibilidade de ajustar a intensidade do flash para fotos mais naturais. Notamos apenas uma tendência de um certo "estouro" quando tiramos fotos em que o fundo estava muito claro e o objeto na frente era predominantemente escuro, como no exemplo abaixo.

Reprodução

Outro ponto interessante é que o celular, apesar de contar com apenas uma câmera em cada uma de suas partes, oferce o já famoso modo retrato. No caso desse aparelho, tudo é feito via software, e os resultados são aceitáveis.

Reprodução

Os vídeos gravados com o aparelho ficam com a taxa de no máximo 30 quadros por segundo e seguem o mesmo padrão de qualidade visto nas fotos.

Conclusão

O LG K12+ é um celular que consegue oferecer uma boa performance para a maioria das atividades, mas mesmo com um processador octa-core e 3 GB de memória RAM apresenta algumas lentidões ao longo do dia, ainda mais quando aplicativos ficam rodando em segundo plano. Um de seus grandes problemas, por sua vez, é a falta de algum recurso ou função nova que lhe dê algum destaque.

Sendo comparado com o seu antecessor, o LG K11+, as novidades presentes nele são mínimas. Ele até trouxe alguma melhoria na câmera e um leve incremento para aumentar a autonomia de sua bateria, mas continua com uma tela sem a resolução Full HD e ainda usa uma proporção que as vezes atrapalha a visualização de certos itens.

O aparelho que está disponível para vendas a partir de hoje, 27 de março, tem o preço oficial de R$ 1.200,00. Assim, é possivel dizer que, nesta faixa de preço, ele deve competir com outros smartphones de entrada ou até mesmo com alguns smartphones intermediários.


Smartphones LG review smartphone smartphones mais populares
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você